Todalas entradas de Terrasenamos

Raúl insiste na ONU em fim do bloqueio, devolução de Guantánamo, fim de transmissões ilegais e compensação pelos danos humanos e econômicos

Granma
No seu discurso na 70ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, 28 de setembro, o presidente de Cuba  Raúl Castro reiterou que para falar de laços normais com EUA devem acabar o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington há mais de meio século; se materializar a devolução do território de Guantánamo ocupado pela Base Naval; e ter fim a subversão contra Cuba, que inclui transmissões ilegais de rádio e televisão. “Após 56 anos de resistência heróica e abnegada de nosso povo, foram restabelecidas as relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos e inicia-se, agora, um longo e complexo processo para a normalização das relações -dixo Raúl-  que será alcançado quando finalmente chegar o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro; seja devolvido a Cuba o território ilegalmente ocupado pela Base Naval de Guantánamo; acabem as transmissões de rádio e televisão e os programas de subversão e desestabilização contra Cuba, e nosso povo seja compensado pelos danos humanos e econômicos que ainda sofre. Enquanto persistir, continuaremos apresentando o projeto de resolução intitulado “Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos da América contra Cuba. Aos 188 governos e povos que apoiaram aqui e em vários fóruns internacionais e regionais nossa justa demanda, reitero a gratidão eterna do povo cubano e do governo por seu apoio contínuo”.raa

Seguir lendo Raúl insiste na ONU em fim do bloqueio, devolução de Guantánamo, fim de transmissões ilegais e compensação pelos danos humanos e econômicos

O saúdo do Papa no aeroporto da Habana atribúe a Martí unha cita apócrifa

Gustavo Luca – Terra Sen Amos

A cita de José Martí incluida por Francisco Bergoglio no seu discurso de chegada a Cuba, non é de Martí. Foi tomada dun informe da Conferéncia Monetaria celebrada en Washington a comezos de 1891 e reproducida polo própio Martí na Revista Ilustrada de Nueva York, en Maio do mesmo ano, citando a procedéncia. Martí incorpora ao seu informe vários parágrafos do dictame da Comisión Monetária deste encontro, e un deles, inserido entre aspas, di: “Los pueblos todos deben reunirse en amistad y con la mayor frecuencia dable, para ir reemplazando, con el sistema de acrecentamiento universal, por sobre la lengua de los istmos y la barrera de los mares, el sistema, muerto para siempre, de dinastías y de grupos”.  A cita defende en realidade o patrón bi-metálico (prata-ouro) preconizado por América contra o patrón ouro preferido polo Banco de Inglaterra. O propósito da Conferéncia auspiciada por EUA durante a presidencia de Harrison, era dar saída ás grandes reservas de prata de Fort Knox, facer fronte ao imperialismo victoriano británico (as “dinastías”) e aos grupos de presión norteamericanos (os “grupos”) partidários do patrón ouro. A reportaxe de Martí sobre a conferéncia está incluida nas páxinas 154 a 167 do volume IV da súa obra completa, dentro da sección Nuestra América. Martí era na altura ministro plenipotenciario do Uruguai en Washington e foi encargado polo governo de Montevideo de representar a República Oriental na Conferéncia Monetária.

Martí cita nunha cróniica enviada a Revista Ilustrada de Nueva York, a sentenza que lle atribúe erradamente Bergoglio.
Martí cita nunha cróniica enviada a Revista Ilustrada de Nueva York, a sentenza que lle atribúe erradamente Bergoglio.

 

Seguir lendo O saúdo do Papa no aeroporto da Habana atribúe a Martí unha cita apócrifa

“Apesar de novas medidas, aumenta bloqueio dos EUA contra Cuba” (Bruno Rodríguez)

Havana, 17 Setembro (Prensa Latina)

O chanceler Bruno Rodríguez afirmou hoje que apesar das medidas anunciadas pelo presidente Barack Obama, nos últimos anos se recrudesceu o bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos contra Cuba. “Apesar das medidas anunciadas pelo presidente Barack Obama em 17 de dezembro de 2014, e sua declarada disposição em envolver-se em um debate com o Congresso para suspender o bloqueio, as leis e regulamentações que sustentam esta política continuam vigentes e são aplicadas com todo rigor pelas agências do governo dos Estados Unidos”, indicou Rodríguez em coletiva de imprensa.

Cubanos residentes en Washington, acompañados de homes e mulleres de Arxentina, Brasil, Canadá, Colombia, Salvador, Perú, Porto Rico, Timor Leste e República Dominicana, manifestáranse dia 18 perante o Capitolio de Washington contra o Bloqueo e visitaron 30 oficinas de membros da Cámara de Representantes.
Cubanos residentes en Washington, acompañados de homes e mulleres de Arxentina, Brasil, Canadá, Colombia, Salvador, Perú, Porto Rico, Timor Leste e República Dominicana, manifestáranse  perante o Capitolio de Washington contra o Bloqueo e visitaron 30 oficinas de membros da Cámara de Representantes.

Seguir lendo “Apesar de novas medidas, aumenta bloqueio dos EUA contra Cuba” (Bruno Rodríguez)

Preguntas de Toledo Sande sobre o rencontro da cultura de EUA coa de Cuba

Cubarte, Portal de la Cultura Cubana

A revista Cubarte entrevista a Luis Toledo Sande, poeta e ensaista cubano co gallo do rencontro da cultura de EUA coa cubana, logo de cinco décadas de Bloqueo. “A cultura dos nosos pobos latinoamericanos e caribeños -di o Premio Nacional da Crítica- meteuse na nación do Norde, quen o dubida, a de Cuba entre elas. Recoñecendo a importante aportación do exilio cubano na política, os negocios, a cultura e os deportes dos EUA, Obama declárase o 17 de decembro disposto a revertir o abismo construido en máis medio século”. Toledo refírese ao legado “dun dos grandes revolucionarios estadounidenses do XIX: José Martí que viveu case os seus últimos quince anos nos EUA e gabou as que coidaba virtudes fundamentais do Norte: traballo personal e método. Virtudes que recomendaba aos nosos pobos a condición de non perderen por iso o amor reverente e o coñecimento pola terra matricial. Martí, crítico agudo das chatas da sociedade estadounidense, identificouse cos grandes disidentes daquel sistema e propuxo erguer en Cuba una revolución que frease as pretensións expansionistas do poderoso veciño”. Endebén, o entrevistado chama a atención sobre o feito de o nacionalismo revolucionario fortalecido en Cuba como resposta a agresividad imperial, no medio dunha Revolución antimperialista por definición, non dar impedido “entre outras maravillas photoservices, snack bars ou o dólar como centro do idioma monetário. Nos nosos aeroportos e billetes aéreos, incluso para viaxes domésticas, a capital do pais chámase Havana“.

Toledo Sande critica na súa entrevista o uso da versión norteamericana do nome da capital
Toledo Sande critica na súa entrevista o permisivo uso en Cuba da versión norteamericana do nome da capital

Seguir lendo Preguntas de Toledo Sande sobre o rencontro da cultura de EUA coa de Cuba

Cuba continuará apostando por um sistema público de saúde que poida resolver os principais problemas da população

“Os resultados da saúde em Cuba têm sido o fruto de uma permanente vontade política, sólida participação social e intersetorial e do desenvolvimento constante de um sistema baseado na formação ética de um capital humano com alto nível de competência. Há tão só uns meses, o trabalho realizado pela Brigada Médica Cubana na luta contra o Ébola, chamou a atenção da comunidade internacional e foi tratada com destaque em meios de imprensa de grande difussão . O humanismo e a consagração de nossos profissionais, vieram a público como um exemplo das sólidas bases nas quais se fundamenta o Sistema Nacional de Saúde Pública”. Assim começa o editorial publicado no diário Granma do dia 6, assinado pelo Ministério da Saúde Pública de Cuba. A seguir reproducimos a nota completa.

Médicos internacionalistas cubanos em consulta de pediatría de um hospital rural de Centroamérica.
Médicos internacionalistas cubanos em consulta de pediatría de um hospital rural de Centroamérica.

Seguir lendo Cuba continuará apostando por um sistema público de saúde que poida resolver os principais problemas da população