Cuba denúncia en Genebra o crecimento do arsenal nuclear

Prensa Latina

Genebra.— Cuba advoga, na sede das Nações Unidas em Genebra, por alcançar um mundo livre de armas nucleares, para o qual é necessário o início de negociações multilaterais sobre a proibição e eliminação total dessas armas. Assim foi ratificado pelo chefe dos Assuntos Políticos, da direção dos Assuntos Multilaterais da chancelaria cubana, Rodolfo Benítez, durante uma sessão do Grupo de Trabalho de composição aberta da Assembleia Geral da ONU sobre desarme nuclear, no que destacou o firme compromisso da nação caribenha com a liquidação do arsenal nuclear e os perigos que isso representa, um dos principais desafios para a sobrevivência da espécie humana.

O hemisfério norte concentra o grosso do arsenal nuclear do planeta.
O hemisfério norte concentra o grosso do arsenal nuclear do planeta.

Frente a isso, afirmou que o uso das armas nucleares não pode ser justificado sob nenhum conceito ou doutrina de segurança. Em consequência, require a adoção de um instrumento encaminhado a proibir as armas nucleares é um primeiro passo para conseguir a eliminação total em um prazo de tempo determinado e sob estrita verificação.

As reuniões do Grupo de Trabalho finalizarão na sexta-feira, 19, data na qual deve ser adotado um relatório com vista a sua análise no próximo 71º período de sessões da Assembleia Geral da ONU.

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará