Arquivo da etiqueta: Raúl

A cómica impaciencia das dereitas pola aparición dun Gorbachov cubano

Iroel Sánche recupera no diario dixital La Pupila Insomne un seu comentario aparecido en decembro de 2012 no que ironiza sobre o desacougo de certos medios occidentais ao non veren aparecer o seu esperado Gorbachov cubano. A seguir, o artigo resgatado : “No seu libro A caída do imperio do mal, un dos disidentes soviéticos de máis sona no tempo da Guerra Fría, e non menos crítico dos efectos da Perestroika na URSS, Alexander Zinoviev, di: Un dos dos efectos máis poderosos utilizados por Occidente para escanambrar a sociedade soviética, foi a vaidade dalgúns dos seus persoeiros.
Gorbachov foi considerado providencial polo semanario de referencia da extrema dereita norteamericana “Time”.

Seguir lendo A cómica impaciencia das dereitas pola aparición dun Gorbachov cubano

Miguel Diaz-Canel, novo presidente de Cuba, nasceu depois da Revolução

Granma

Cuba tem a partir de hoje um presidente nascido depois da Revolução, formado na escola pública socialista e educado nas instituições do primeiro estado marxista de América. Miguel Mario Díaz Canel, recém eleito como Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba, foi dirigente da União de Jovens Comunistas, cumpriu missão em Nicarágua, exerceu como Primeiro Secretário do Partido nas províncias de Villa Clara e Holguín, e foi Ministro de Educação, Vice-presidente do Conselho de Ministros e Primeiro Vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba. Raúl valorizou ao novo presidente “por a súa preparação e dedicação terá sucesso absoluto na tarefa que lhe encomendou nosso órgão supremo do Poder Popular.O companheiro Díaz-Canel não é um improvisado, ao longo dos anos demonstrou capacidade de trabalho, solidez ideológica e compromisso para a Revolução. Sua formação não foi fruto de apresuramentos”.

O novo presidente de Cuba formouse á beira da vellha guarda da Revolução.

Seguir lendo Miguel Diaz-Canel, novo presidente de Cuba, nasceu depois da Revolução

Milhões de cubanos validam nas urnas democracia da ilha

Havana, 12 – Prensa Latina

Milhões de cubanos foram neste domingo às urnas para eleger os deputados ao Parlamento e às Assembleias Provinciais do Poder Popular, eleições nas quais ratificaram seu respaldo ao sistema democrático da ilha. Em ambiente de festa, marcado pela chuva em algumas partes do país, os eleitores disseram sim com seu voto à Revolução e ao Socialismo, em um processo que teve nas boletas 605 candidatos a deputados e 1.265 delegados às Assembleias Provinciais, e os que alcançarem mais da metade dos votos ocuparão igual quantidade de cadeiras em ambas instâncias.

O sistema electoral cubano non permite a competencia publicitaria entre candidatos e a postulacion é aberta. Foto de Cubadebate.

Seguir lendo Milhões de cubanos validam nas urnas democracia da ilha

Raúl denuncia a agresión dos EUA contra Venezuela, no XV cumio da ALBA-TCP

Cubadebate – Redacción de TSA

A agresión imperialista con Venezuela foi o centro do discurso de Raúl no XV Cumio da ALBA-TCP, na súa denuncia máis dura contra EUA dende o restablecimento de relacións diplomáticas. O discurso acaéu na data do pasamento de Hugo Chávez Frías, fundador con Fidel da ALBA. “A Alba –dixo Raúl- ten hoxe como cometido estratéxico emerxente a defensa mancomunada da República Bolivariana de Venezuela, ameazada militarmente e interferida na súa economia polo imperialismo dos EUA”.

Raúl defende no seu discurso a obra de Chávez e o crucial papel de continuador de Nicolás Maduro.

Seguir lendo Raúl denuncia a agresión dos EUA contra Venezuela, no XV cumio da ALBA-TCP

Até sempre, comandante Che Guevara!

“Por que será que o Che ten este perigoso costume de seguir nacendo –pregunta Eduardo Galeano- Máis o aldraxan, máis o traizoan, e máis nace”.

Terra Sen Amos – Redacción

Raúl Castro foi a Santa Clara para lembrar ao Che no 50 aniversario da caída en combate do guerrilleiro e os seus compañeiros, e o vicepresidente, Miguel Díaz-Canel, dixo que a histórica praza e memorial era coma un espello para todas as persoas que cren, aspiran e loitan por un mundo mellor e que a figura de Guevara ten o poder de multiplicar vontades para un futuro que é da esquerda. No seu discurso, dixo que Guevara morrera en combate, sen se render, depois dunha resistencia heroica, ferido e desarmado. “Os que o prenderam non consideraran o decoro da súa biografia revolucionária e asasinárono con vileza, mais daqueles asasino a historia só lembra a súa cobardia e pola contra, o exemplo colosal do Che perdura e multiplícase a diario”.
Seguir lendo Até sempre, comandante Che Guevara!